Resenha Rei Arthur


Titulo Original: King Arthur
Autor: Um Romance de Frank 
Thompson, Baseado no Roteiro de 
David Franzoni
Editora: Francis/Landscape
Páginas: 312
Publicação: 2008
ISBN: 978-85-89362-81-8
Sinopse
Arthur fincou o mastro de onde se agitava o enorme dragão sármata no chão e virou seu cavalo para encarar os cinco homens.
“Cavaleiros”, ele disse, “ao longo de nossas vidas, perambulamos pelo mundo. Missões, expedições, batalhas, cruzadas.
O Nosso dever nos compele a prosseguir. Mas para onde vamos?
Estamos eternamente em busca do lar, mas nunca o encontraremos. O lar é para os outros, não para nós. Porque, quando os grandes deuses criaram os cavaleiros, eles decretaram que a morte seria o nosso fardo. As nossas vidas nada mais são que o orvalho que evapora ao sol da manhã!”
Agora o estandarte de batalha de quatro metros ganhou vida, voando com o corpo longo e tubular.

Rei Arthur é a lenda mais fascinante que existe, com os seus cavaleiros lendários  sua batalhas gloriosas, seu amor por Guinevere e a magia de Merlim conquistando fãs até os dias de hoje.


O livro é baseado no roteiro que deu origem ao filme Rei Arthur, com Clive Owen no papel principal. Conta a saga dos cavaleiros sármatas em seu serviço compulsório na Britânia romana e sonham com a liberdade depois de 15 anos de lutas e batalhas.

Arthur precisa derrotar um conquistador saxão sedento de sangue e seu exercito, doze vezes maior que o próprio Arthur. Mesmo em desvantagem, Arthur está determinado a cumprir seu dever para com o Império Romano, sua família e a Bretanha.

A lenda de Arthur tem instigado a imaginação do mundo durante seculos, e esse livro é mais um desfecho de como Arthur se tornou Rei da Bretanha.

Os personagens do livro são marcantes você vai amar ou odiar mais nunca acha-los chatos e entediantes. Cada personagem possui alguma característica especial. Arthur é sonhador e se preocupa com seus cavaleiros. Lancelot é um charmoso mulherengo, e Guinevere é guerreira e teimosa.

O narrativa do livro é em terceira pessoa, mas no começo temos uma perspectiva de Lancelot, Guinevere e Arthur em algum momento perigoso/importante de sua vida. O livro é muito bem escrito repleto de detalhes. É uma especie de  “ bônus” para quem assistiu o filme, podendo entender melhor o sentimento dos personagens e os detalhes de cada cena.
Cada frase marcante, cada dialogo surpreendente faz com que “Rei Arthur” se torne um livro precioso em sua estante.

Para quem se encanta pela lenda do Rei Arthur, o romance de Frank Thompson vai trazer uma nova perspectiva realista e muito bem escrita.

Maria Cristina Blogueira e apaixonada por Livros.

0 comentários:

Postar um comentário

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré